segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O Puma do Parque dos Poetas e a Salsa da Quinta do Manel...



Puma do Parque dos Poetas
.
Ele é o Puma do Parque dos Poetas... vem de uma nobre linhagem de corajosos! Pelo menos foi o que nos disse o criador. Nasceu faz no dia 4 de Janeiro 3 anos.
É um cão simpático para as pessoas, mas não pegajoso e carente de festas. Gosta do seu espaço e da sua independência... Ele é brincalhão, sempre pronto a ajudar nas pequenas e grandes tarefas. Aliás, faz mesmo questão de participar em tudo o que fazemos: nas obras da casa, a cultivar plantas aromáticas, a arranjar os vasos, a escavar buracos, a semear a relva, a regar as plantas, a lavar o pátio... enfim! Ajuda demais!!!
Faz-nos rir muito e muitas vezes. Fora o facto de se eriçar com tudo o que tem 4 patas, é o cão perfeito!
.
Salsa da Quinta do Manel
.
Entretanto, perguntaram-nos.... Não querem uma namorada para o Puma?
Primeiro gelei, simplesmente porque me lembrei da pouca afinidade que o Puma tem por outros com 4 patas...
Mas depois, achámos que ele tem de contrariar esta tendência ou arrisca-se a morrer virgem!
E foi então que surgiu nas nossas vidas a Salsa da Quinta do Manel, nascida no dia 15 de Outubro de 2008. Apesar de não ter uma linhagem nobre, demos-lhe um nome composto como aquele que o Puma trazia :)
Escolhemos a Salsa depois de batermos as palmas e ela ser a única da ninhada a olhar para nós em tom de desafio em vez de fugir como as irmãs. Sim, escolhemos uma fémea destemida já a pensar naquilo que ela tem de enfrentar.
Chegámos a casa e arranjámos-lhe um caixotinho com um tapete num cantinho da despensa.
Apesar de muito destemida, passou 2 noites a fio a ganir que nem uma alucinada! Não queriamos acreditar na nossa sorte, nem nos lembrávamos do Puma alguma vez ter sido assim... Felizmente que ao terceiro dia ficou afónica e já conseguimos dormir convenientemente. Também deve ter ajudado a mantinha extra, o saco de água-quente e o leitinho quente com cérélac...
Agora já corre feita maluca pela casa atrás dos bonecos, e já temos que ralhar por que nos mordisca constantemente os pés, as calças e os dedos. Desta vez já vamos ser muito mais rígidos na educação... suponho que seja assim também com os filhos, não é?
Entretanto, levámos os cães ao "pediatra" (como diz a minha irmã, ihihih) e ele confirmou-nos que o Puma é um cão muito dominante e que por isso vamos ter um trabalho extra em ambientá-lo à Salsa.
Desde sábado que andamos a passear "em família"a fazer coisas que o Puma gosta para ele se habituar à presença dela. Estamos de novo a usar a trela e as correcções que ele aprendeu na escola: junto, fica, não, senta, deita, etc. Temos a dizer que os esforços têm compensado, porque pelo menos já não se atira a ela feito doido cada vez que a vê... Claro que a coleira de bicos, a trela e o açaime é essencial...
Enfim, haja esperança e paciência, muita paciência! A ver se se tornam os melhores amigos!

3 comentários:

Célia Jordão Alves disse...

HEHEHE... Boa sorte! Menos mal que se fosse com filhos teriam que resolver o problema sem coleira de picos, trela e ançaime. :-)

Vento nos S@lgueiros disse...

Então e que tal um "Rolim" para lhes fazer companhia? :) eheheh!

http://caixadepapelao.blogspot.com/2008/10/rolim.html

MC disse...

:) Juntar mais um à confusão??? Não, isto já é animado o suficiente :))) Obrigada!!! ;)